Sonho que se sonha só…um MUITO OBRIGADO ao Projeto Mapeamentos!

Posted on Dezembro 17, 2011

0



Já há alguns anos, cheguei à conclusão que não tenho, assim, muitas ambições na vida. Aqueles sonhos mirabolantes de montar uma empresa que vá dar super certo. Porém, me descobri muito boa em tornar real o sonho das outras pessoas e me realizo assim. Nos últimos meses trabalhei junto com Base Mc e Raphão Alaafin para tornar real o sonho de treze garotos, os treze selecionados para o Projeto Mapeamentos:Hip-Hop por São Paulo.

Em que consiste o projeto todo mundo já sabe: revelar talentos das cinco regiões de São Paulo (norte, sul, leste, oeste, e centro), dando-lhes a oportunidade de gravarem o primeiro registro profissional de seu trabalho em parceria com os MC’s convidados Marcello Gugu, Tiagão, Base MC e Raphão Alaafin, estes dois últimos também diretores musicais.

Da ideia inicial até a execução do projeto foram algumas reuniões, muitos brain storms e um dia para selecionar os cinco artistas ou grupos, para representar o rap de cada parte da cidade. Sim, seriam apenas cinco os selecionados, mas tamanha a qualidade dos inscritos, optamos por escolher dez – treze com as duplas – mesmo dando mais trabalho.

E trabalhamos muito: sábado, domingo, com frio, com chuva, no calor, virados de rolê, às 8h da manhã, às 9h da noite, doentes, levamos o filho pequeno, os amigos. E em meio a tudo isso, tivemos almoços divertidíssimos, alguns desentendimentos, indicações de novos artistas e reverência aos antigos, falamos de política, criamos um funk, rimos, dançamos, tomamos chuva, escrevemos refrões, comemoramos aniversários e até saímos juntos.

O trio inicialmente responsável pelo Projeto ganhou o reforço do “refrãozeiro” oficial do Mapeamentos, James Bantu e de Kleber Milo e Ana Fonseca, ambos cuidando para registrar em texto e vídeo todo o trabalho desenvolvido nesses seis meses. Tempo onde talentos foram desvendados e lapidados à base de brilho no olho e sorrisos. Onde a destreza e experiência dos MC’s convidados foram imprescindíveis, uma aula onde ensinaram sobre impostação vocal, técnicas de dicção, levada, criatividade e acima de tudo a sempre fazer as coisas com o coração.

Nesse meio tempo, imprevistos causaram a saída de alguns selecionados e de um convidado, mas trouxeram o frescor de novos rostos e novas ideias, afinal, tudo na vida tem seus percalços, e deles se tira o aprendizado.

Como dizem os versos de Base Mc na faixa de abertura da Coletânea, as “preciosidades encontradas” são: Amiri, Fera, Don Cafuso, Man-ti, Ninow Malokeiro, Luca, Eliam KillaE, Robis Mahiri, Pirata, Akilles, Reticências e Indigente. Preciosos principalmente por terem acreditado no Projeto Mapeamentos, confiado em nosso trabalho e nos dado a certeza de que estamos no caminho certo e ao lado das pessoas certas.

Pessoas que deram seu melhor e se empenharam em deixar o Projeto com a cara deles. Tiveram total liberdade na escolha dos beats e do tema das músicas, ouviram atentos cada um dos toques, cada rima dos convidados, cada ideia, regravaram inúmeras vezes suas partes, não tiveram medo de criar nem de ouvir críticas, aceitaram sugestões e aprenderam que sempre dá “para acertar na dobra”.

Hoje às 23h o Hole Club será o palco para a sagração desse trabalho e onde iremos provar que, com diz o ditado que intitula esse texto, “Sonho que se sonha só, é apenas sonho. Mas sonho que se sonha junto é realidade”.

A todos vocês o meu muito obrigada por ter feito parte dessa história, acompanhem o vídeo que contém a faixa introdutória da coletânea, e o processo que vivemos… e que venha o Mapeamentos Hip Hop por São Paulo 2012.

Fabíola Ribeiro

Anúncios