Saiba tudo sobre o super show do Slum Village, que a Quilombo Hip-Hop trará ao Brasil!

Posted on Novembro 17, 2011

1



E como nós do Massala já havíamos avisado, nada de final de ano modorrento em 2011! A Quilombo Hip Hop, assim como todo ano, traz para São Paulo mais um grande nome da cena undergroud Estado-Unidense.

 Ícone do rap alternativo norte americano, de onde saíram nomes como Talib Kweli, Common, A tribe Called Quest e Mos Def, o Slum Village faz show no dia 9 de dezembro no Clube da Cidade, na zona oeste de São Paulo.

 Slum mostra toda a sonoridade adquirida nas ruas de Detroit, Michigan onde os integrantes da formação original Baatin, T3 e Jay Dee se conheceram. O grupo formado nos tempos de colégio se tornou referência na cena e apresentou ao mundo o talento de J Dilla, considerado o maior produtor da história do Hip Hop.

Rapper, DJ e produtor musical, J Dilla se tornou referência no meio ao fazer parte da equipe de produção Ummah nos anos 90. Produziu importantes nomes da cena como Q-tip, A Tribe Called Quest, D’Angelo, The Pharcyde, De La Soul, Common, Eryka Badu e Busta Rhymes.  Foi fazendo o show de abertura da tune de despedida do A Tribe Called Quest que os Slum Village ficaram conhecidos pelo resto do mundo.

Com vinte anos de carreira, seis álbuns lançados e colaborações de Q-Tip, Kanye West, D’Angelo, Dwele entre outros, o grupo que na formação atual conta com os rappers T3, Illa J e o produtor RJ, apresenta em São Paulo canções de Fantastic Vol.1, Fantastic Vol. 2 e Trinity, tido como clássicos do gênero, dando uma amostra do lirismo, experimentação e emoção imprimidos pelas produções de Dilla e as rimas de Baatin, ambos já falecidos.

A abertura do evento terá participação dos DJ’s MF e King, este detentor do titulo de DJ que tocou por mais horas, registrado pelo Guinness, o Livro dos Recordes, no ano passado, idelizador da Quilombo Hip Hop e o DJ do gênero que mais toca no país.Ambos fazem um set dedicado à Black Music e ao rap nacional.

Sempre lembrado pela versatilidade e domínio da rimas de improviso, o MC brasileiro Kamau faz a performace de abertura antes do show dos norte americanos.

A idéia é resgatar a aura dos ‘bailes Black’ que aconteciam na cidade na década de 90 muitos deles no Clube da Cidade. Hoje com capacidade para 2.500 pessoas o clube marcou época como cenário de grandes show e festas ficando na memória de quem viveu a considerada melhor fase do rap entre os anos 90 e 2000, quando se ouvia muito Slum Village.

 

Anúncios
Posted in: Shows & Eventos